REVIEW: 3X17 – ”Synchronicity”

grimmbrasil.com

Vamos ficar por dentro de tudo que rolou em Grimm no ultimo episódio da semana passada.

Synchronicity foi um episódio sensacional! Todo focado na mitologia e, tivemos um vislumbre do que poderá ser a bebê de Rosemarie, a depender de em qual mão ela cairá. Nos é revelado que a resistência quer protegê- la da família real, mas não quer e nem deve cuidá-la. A criança deve ter uma vida o mais normal possível, longe do universo Wesen. Já que em mãos erradas poderia provocar o caos.
E ninguém melhor do que a Sra Grimm para proteger a criança e sua mãe não é mesmo. Ela já aparece dando um show ao enfrentar e abater os membros da Verrat que aguardavam Adalind e Meisner numa emboscada. A Sra Grimm só não contava com o fato de estar ajudando uma hexenbiest, sobretudo a que causara tanto mal a seu filho e, a quem cuja mãe matara. E por óbvio, tal fato é descoberto da pior maneira possível, quando chega a casa de Nick solicitando-lhe que proteja Adalind e ao bebê. Bom, talvez aqui as expectativas tenham sido um pouco frustradas, afinal, esperava- se um embate mais explosivo, rs. Contudo, a poderosa bebê logo mostrou toda a força de seu poder, quase criando um furacão na casa, só porque estava com fome.
Juliette deixa o lado maternal falar mais alto e resolve ajudar a bebê, sem no entanto confiar um mínimo que seja em Adalind. Nick e sua mãe discutem sobre a importância de proteger tal criança, quando lhe é revelado que Adalind recuperou seus poderes, e por isso é especial. Ainda que a contragosto, Nick vai atrás de Adalind e percebe que a moça fugiu.
Morrendo de medo de ser morta pelo Grimm, a hexenbiest vai atrás do charmoso capitão Renard. Nick com sua astúcia, deduz isso e informa a mãe tudo sobre seu chefe. É importante o alerta que a mãe faz: o capitão gosta de tê-lo por perto, não necessariamente confia nele. E Nick confessa sentir o mesmo pelo capitão. Dai temos um novo embate, a Sra Grimm quer recuperar a bebê a força, enquanto Nick quer se utilizar de outro jeito, que tal um acordo?
Bom, aí só para nos deixar cada vez mais ansiosos – e espero que não tenha outro maldito hiatus – Adalind confessa que Sean Renard é o pai, e que receia o Grimm. Bem no clímax terminam o episódio… Infelizmente Grimmsters, o jeito é esperar enquanto fazemos mil teorias.
Observações:
– muito fofo Nick se preocupando em não estragar o casamento do amigo Monroe, por ser um Grimm, e boa sacada a do Hank aconselhando-o a descobrir como os wesens o detectam como sendo o Grimm; mas… Meio forçado aquilo de ser pelos olhos e um óculos escuros disfarçar não? Que me lembre já teve epis em que wesens olharam Nick nos olhos e nem por isso o reconheceram. Só eu que achei isso forçado?
– Até gosto do ator Alexis Denisof, mas ele não está me convencendo como vilão, o príncipe Victor. Aquele outro que fazia o Erick, irmão do capitão, convencia mais. Também só eu que acho isso?
– Ah sim, esqueci de comentar acima a lembrança da sra Grimm. Em flashback, fica entendido que, por alguma razão, ela teve de se afastar do filho, recomendando-o que fosse seguir viagem com a tia. Quais serão os motivos? Mais alguém por aí formulando altas teorias?

 

Deixe seu comentário: