Entrevista Sasha Roiz na SDCC 2016

Prepare-se para ver o prefeito recém-eleito Renard (interpretado por Sasha Roiz) ir de frente com a #TeamGrimm na sexta temporada. Durante a entrevista na San Diego Comic Con 2016, Roiz explica o que os fãs da série podem esperar da próxima temporada e sua animação em poder levar Renard para o caminho mais sombrio possível.

O que você pode dizer sobre o seu lado sombrio e o quão longe ele irá na 6ª temporada? Ele sempre vai estar contra o grupo?

Sasha Roiz: Bem, se eu pudesse fazer alguma coisa sobre isso eu gostaria de levá-lo ao lado sombrio e conflituosa o máximo possível. Acho que é mais interessante. Acho que vimos ele fazer parte de toda a turma e eu não quero que seja previsível. É realmente muito bom que este seja um personagem que faz o público ficar adivinhando o que ele vai fazer. As pessoas estão sempre desconfiadas dele, e deveriam estar. Não  acho que Nick ou o grupo confiavam nele e agora eles  têm razão para desconfiar de Renard. Sim, é uma poderosa guerra e isso é realmente agradável para mim.

Renard será o principal vilão nesta temporada?

Sasha Roiz: Parece que sim. Parece que é isso, o que é ótimo, pois gosto quando as histórias e mitologias permanecem entre os personagens principais e é tudo sobre eles, suas dinâmicas e inter-relações. Acho que é divertido para os fãs vê-los serem o foco em vez de ter de trazer um grande vilão. Nós já fizemos isso.

Como você gostaria que as coisas terminassem para Renard?

Sasha Roiz: (Rindo) Em um momento de glória – poderia ser assim. Nunca se sabe. Você vive pela espada… Então, vamos ver. Mas eles são inimigos bem fortes neste momento.

Como é estar tão próximo do elenco e ser capaz de interpretar um poderoso inimigo?

Sasha Roiz: (Rindo) Oh, está tudo bem. Quero dizer, somos muito, muito próximos; é bastante especial após esses anos. Mas, não, isso é ótimo. Eu nunca me senti mais confortável do Renard sendo parte do time. Isso sempre me fez sentir como uma roupa que não se encaixa muito bem nele. Então, isso é muito mais apropriado. É realmente como dois campos, divididos, e por isso há algumas grandes coisas chegando. Alguns grande coisas realmente chegando, mas é guerra total.

 Então, não há redenção para Renard?

Sasha Roiz: Você nunca sabe. Eu não li os scripts dos últimos três episódios, mas eu certamente posso ver que essa temporada será bem antagônica.

Como você se sente sobre a sexta temporada ser uma temporada mais curta?

Sasha Roiz: “Eu me sinto bem sobre isso, para ser honesto. Não sei o que eles têm planejado para nós, para ser sincero aqui. Não sei se eles querem pegar um back-end** ou o que eles querem fazer. Eu realmente não sei. Mas 13 são bons. 22 [episódios] são longos, é muita coisa. E, também dá a nós a oportunidade de trabalhar em outras coisas, então, estou meio que animado por ter a oportunidade de trabalhar em outros projetos. Mas, sim, será realmente um grande pacote. Acho que é realmente difícil de escrever 22 episódios. 13, você pode se concentrar e escrever alguma coisa grande e há um verdadeiro arco para isso. Estou ansioso para ver o que eles irão propor. Até agora eu não vi os três scripts dos episódios e todos eles são bem intensos.

 ** back-end é um termo generalizado que se refere à etapa final de um processo.

Você já recebeu alguma reação negativa dos fãs pela direção que Renard foi levado?

Sasha Roiz: Não. Quer dizer, o típico: ‘Oh, eu estou tão chateada com você!’ Eles não estão. Eles não estão, porque vamos ser honestos, é muito mais divertido ter caras maus. Acho que ele é melhor como um cara mau. Encaixa melhor nele, sabe? E vamos ser honestos, se você estiver assistindo a série, você vai saber que era só uma questão de tempo. Sabe o que eu quero dizer? É como assistir a um domador de leões. Você está tipo, ‘Sim, é apenas uma questão de tempo antes que sua cabeça seja arrancada fora.’ Foi divertido enquanto durou. É isso. Renard é como este animal enjaulado que irá eventualmente atacar.

Você acha que ele vê a si mesmo como o animal enjaulado, como o cara mau?

Sasha Roiz: Não. Eu acho que como atores você nunca julga seu personagem. Quer dizer, eu estou falando com vocês em um nível objetivo, mas como atores, não. Você acabou de encontrar a razão para qualquer de suas ações e tudo se justifica. E no meu próprio mundo quando eu penso sobre ele ou eu o incorporou, tudo o que ele faz é totalmente justificável para mim com base no seu passado, com base nas coisas que ele foi submetido. Com base nas circunstâncias do mundo, sabe? Não acho que há uma única pessoa má por aí, que realmente pensa sobre si mesmo como uma pessoa má, ou seja, Donald Trump. Mas de qualquer maneira, por isso, não. Não estou brincando. Desculpe, eu não sinto muito*. Mas enfim, quando a gente meio que tem uma missão e você tem um propósito, é totalmente justificável em seu universo. Isso é tudo que importa.

 *no original: “Sorry, not sorry”. É usado sarcasticamente ou uma maneira que alguém está se desculpando por alguma coisa que fez.

ASSISTA A ENTREVISTA (EM INGLÊS): YOUTUBE
FONTE:
 SHOWBIZJUNKIES
Agradecimentos ao Gabriel Bondarenko pela ajuda com a tradução.

Deixe seu comentário: